23/10/2009

Ambiente Gráfico do root

Atualizada em 07/02/2012

Às vezes a edição de um arquivo de sistema, a configuração de alguns detalhes do Ambiente Gráfico e/ou a atualização do Navegador de Internet, ficam mais rápidos e práticos quando realizamos de dentro do próprio Ambiente Gráfico.
Mas se tem uma coisa que me aborrece é ter que ficar digitando a senha do root a cada aplicativo carregado ou ter que clicar no botão "Modo Administrador", para poder realizar as alterações.

Eu prefiro carregar o Ambiente Gráfico do root.

Logue um terminal como root e digite o comando abaixo:

# startx -- :1

Esse comando carrega o Ambiente Gráfico do usuário root, às vezes ele fica visualmente diferente dos demais, mas nunca mais vai te pedir a senha de root, seja para abrir um novo konsole apartir dele, utilizar o adept_manager para instalar/remover pacotes e programas ou até mesmo o konqueror para limpar aqueles vírus inconvenientes dos pendrives.
;-)

Terminal root

Atualizada em 08/02/2012

Na Versão 2.0 do Linux Educacional distribuída pelo MEC, praticamente todos, depois de algum tempo de uso surge um problema de carregamento do Ambiente Gráfico.
A solução é uma manutenção realizada pelo usuário root, que só pode ser feita via terminal, pois o konsole só pode ser acessado de dentro do Ambiente Gráfico o que nesse caso não é possível.
Para não causar confusão com outra postagem sobre konsole root, vou mostra nesta como logar um TERMINAL root.
Este procedimento pode ser feito a qualquer momento, não é necessário que o problema citado acima ocorra para que você tenha que usar essa função.

Pressione simultaneamente Ctrl+Alt+F1 sua tela sairá do Ambiente Gráfico e ficará preta com a mensagem da figura abaixo:

Nesse exemplo "linux-educacional" é o nome da máquina, por isso pode variar.

Para as versões 1, 2 e 3 do Linux Educacional

Digite root e tecle enter, será solicitada a senha (Password) do usuário root, como mostra a figura abaixo:


ATENÇÃO nessa parte, durante a digitação da senha, nada será exibido na tela, mas o computador esta registrando todos seus toques no teclado. Basta digitar a senha e teclar enter que uma mensagem semelhante à imagem abaixo será exibida:
Para usuários do Linux Educacional, a senha pode ser conseguida entrando em contato com o NTE de sua região ou NTM de sua cidade.


Para a versão 4 do Linux Educacional

Digite professor e tecle enter, será solicitada a senha (Password) do usuário professor.

 ATENÇÃO nessa parte, durante a digitação da senha, nada será exibido na tela, mas o computador esta registrando todos seus toques no teclado. Basta digitar a senha e teclar enter


Digite sudo su e tecle enter.


 Redigite a senha do usuário professor.



Pronto você conseguiu acesso ilimitado ao sistema, mas MUITO CUIDADO, agora você pode comprometer o sistema se não souber o que está fazendo.

PS: Essa maneira de acessar o sistema pode ser usada por qualquer usuário registrado no sistema. A diferença e que usuários não pertencentes ao grupo root terão seu Prompt com o símbolo "$", já os pertencentes ao grupo root o símbolo é o "#".
;-)

19/10/2009

Configurações de rede via terminal/konsole

Essa postagem visa ajudar que está com problemas de configuração das conexões do Linux Educacional.
Vou tratar aqui o arquivo Interfaces do diretório /etc/network/, ou seja, o arquivo que guarda as configurações das conexões.
Imagina a situação: Você configura a conexão e ela funciona normalmente, até você reiniciar o computador, depois disso é como se você não tivesse configurado nada.
Já aconteceu isso com você?
Comigo já.
Solucionei esse problema, editando o arquivo via konsole.
Para isso logue um terminal ou konsole como root e digite:

# nano /etc/network/interfaces

O Linux Educacional 1.0 tem por padrão as seguintes configurações:

auto lo
iface lo inet loopback
address 127.0.0.1
netmask 255.0.0.0

allow-hotplug eth0
iface eth0 inet dhcp

Traduzindo... O MEC manda por padrão a placa eth0 (cabo) configurada para receber um IP (Internet Protocol) automaticamente (DHCP) quando conectado um cabo de rede que esteja conectado a um servidor DHCP (modem ou router).
Mesmo assim às vezes você conecta o cabo e não consegue a conectividade. Isso pode acontecer porque a eth0 pode não estar habilitada.
Para solucionar, acrescente a linha auto eth0 ao final do arquivo, que ficará com as seguintes linhas:

auto lo
iface lo inet loopback
address 127.0.0.1
netmask 255.0.0.0

allow-hotplug eth0
iface eth0 inet dhcp
auto eth0

Dessa forma o sistema habilitará a placa a cada reinicialização do sistema.

O Linux Educacional 2.0 tem por padrão as seguintes configurações:

auto lo
iface lo inet loopback
address 127.0.0.1
netmask 255.0.0.0

allow-hotplug eth0
iface eth0 inet dhcp

iface wlan0 inet dhcp
wireless-essid proinfo
wireless-key s:12345

O problema de habilitação continua, é comum encontrar escolas com máquinas com configuração padrão e roteadores configurados segundo um dos manuais que roda pela internet, que orienta a setagem da chave de segurança em qwe12.
A solução para isso é deixar a configuração do arquivo interfaces igual a do roteador, ou seja, ou altera-se o roteador para 12345 ou as máquinas para qwe12, você escolhe.

Recomendo que o arquivo da versão 2.0 tenha as seguintes linhas:

auto lo
iface lo inet loopback
address 127.0.0.1
netmask 255.0.0.0

allow-hotplug eth0
iface eth0 inet dhcp
auto eth0

iface wlan0 inet dhcp
wireless-essid proinfo
wireless-key s:12345
auto wlan0

Um detalhe, se na sua realidade é necessário utilizar um IP fixo (estático), você deverá alterar a seguinte linha:

iface eth0 inet dhcp

por

iface eth0 inet static

E acrescentar as seguintes linhas com as configurações da sua rede.

# IP da máquina
address 192.168.0.200
# máscara de subrede
netmask 255.255.255.0
# roteador ou modem de acesso à internet
gateway 192.168.0.1

As linhas com sustenido (#) se adicionadas ao arquivo não irão interferir na configuração, pois o # serve justamente para comentar as linhas subsequentes.
Essas linhas podem ser aplicadas tanto na eth0 quanto na wlan0.

Importante: Para efetivar e testar as modificações é necessário reiniciar a rede, digite o seguinte comando ainda como root:

# /etc/init.d/networking restart

Espero ter ajudado
;-)

Bloquear Orkut

Pode parecer hipocrisia da minha parte, afinal sou usuário do Orkut, mas não é.
Fiz essa postagem, pois muitas escolas solicitam o bloqueio do Orkut em suas Salas de Aulas Digitais.
Penso que censurar não é educar.

Entretanto, diante de do fato que para usar o Orkut é necessário ter 18 anos ou mais (veja a figura abaixo), idade essa incompatível com a maioria dos estudantes do Ensino Fundamental e Médio, o bloqueio é justo.

Afinal pelo mesmo motivo não se pode vender bebidas alcoólicas nas escolas.

Mas chega de papo e vamos ao que interessa.


O bloqueio pode ser feito de duas maneiras, detalhes na postagem Restrição de acesso a sites inadequados, eu opto pelo bloqueio via arquivo host (saiba mais), para os usuários do Linux Educacional, é muito simples.

Baixe este arquivo (hosts) com os bloqueios já registrados.
Agora, logado como root, execute o seguinte comando:

# cp /home/aluno/Desktop/hosts /etc/hosts

Lembrando que o diretório /home/aluno/Desktop é o diretório de download onde o arquivo hosts foi baixo.

Pronto o Orkut está "bloqueado".

Quem quiser bloquear outros sites inadequados, pode usar um script que fiz (bloquear).
;-)